19.4.17

Ela tava pedindo



me arrumo no espelho
cabelo penteado batom vermelho
sonhos pulsando e alta auto-estima
viro despretensiosamente a esquina
será que dessa vez vou conseguir passar ilesa?
desse mar de agressões verbais disfarçadas de “gentileza”
vagabunda gostosa safada puta
eu só quero andar na rua sem pensar se ela vai ou não me engolir
decote muito aberto ou roupa muito curta?
por ali é muito escuro melhor não ir
coberto ou descoberto meu corpo não tem conexo
com tua opressão exarcebada e teu oprimismo cético
por acaso ja ouviste falar em igualdade de sexo?


13.4.17

Resquício da Matéria

sou imaterial
resquício da matéria
de um mundo desigual
um feixe de luz incessante
em um quarto escuro e ofegante
que priva cala e consente
pouco o amor
tanta a gente
triste realidade
tangencia a vida real
ja diria Humberto Gessinger
como eu troco de canal?




6.4.17

Através da Linearidade

A vida é um sopro, segundos se tornam dias e dias se tornam anos sem conseguirmos perceber pois estamos vivendo constantemente na frequência máxima, numa corrida interna com nós mesmos e com o mundo em que habitamos. Faz dias que tenho tido diversas reflexões porém falta de tempo e circunstância pra botar no papel, e agora que finalmente me encontro a botar pra fora tudo o que passa dentro só consegui visualizar uma nuvem de poeira preta que paira acima das nossas cabeças diariamente e embaça nossa visão pras tantas deixas maravilhosas e perdidas que existem por ai. Uma pessoa pode ser só uma pessoa, corpo órgãos sentimentos, mas mais do que isso quando paramos pra realmente buscar ver a atmosfera de cada indivíduo automaticamente se abre uma vasta gama de possibilidades, é lindo quando você consegue de fato enxergar o outro e a partir dessa análise entender os comportamentos da pessoa e como o jeito que ela reage externamente com tudo que lhe é cedido pela vida mostra como ela sente a vida, e é exatamente nesse ponto que a gente começa a questionar sera que a minha forma de ser realmente mostra o que eu sou? é um ciclo infinito, tudo se encaixa perfeitamente, corpo comporta a alma, alma molda o ser, ser expressa o sentir, e o sentir se dá através do corpo. Mas nada disso (e tantas outras coisas incríveis) é percebido e sentido quando ficamos presos demais na linearidade da vida. Saia da nuvem preta, enxergue tua essência e as essências alheias que discretamente clamam por observadores curiosos.